5 dicas de cuidados com o aparelho dental

5 dicas de cuidados com o aparelho dental 

O começo do tratamento ortodôntico, com o uso do aparelho dental, pode trazer muitas dúvidas para os pacientes, principalmente no quesito higiene e quanto aos cuidados necessários com o acessório.

No entanto, cuidar da saúde dos dentes enquanto mantém a integridade do seu aparelho pode ser mais fácil do que parece. 

Com o tempo, o paciente se familiariza com os processos e consegue estabelecer uma rotina de higienização de forma natural e espontânea.

Contudo, a manutenção individual do aparelho requer responsabilidade e é fundamental para a progressão dos procedimentos e o sucesso dos resultados. Por isso, é necessário estar sempre atento.

Importância do cuidado com o aparelho ortodôntico

Existem diversos tipos de aparelho de dente e, com eles, vários cuidados específicos que são necessários para manter o acessório nas melhores condições, ao mesmo tempo em que o paciente cuida da higienização dos dentes e qualidade da arcada.

Os aparelhos normalmente são divididos entre os fixos e os móveis. Ambos são incrivelmente vantajosos para finalidades distintas, como o conserto da má oclusão ou o alinhamento dental, bem como o alargamento do céu da boca.

Mas todos os modelos precisam de uma atenção quanto à manutenção da sua estrutura, a higienização do apetrecho e o compromisso com os retornos com o ortodontista. Isso porque esses cuidados vão ditar a rapidez e a eficácia do tratamento.

Além disso, esse empenho do paciente pode evitar as quebras que causam machucados na boca, língua e bochechas, gerando grande desconforto e o aparecimento de aftas e feridas.

O cuidado também previne quebras e evita contaminações diversas, principalmente no caso das estruturas móveis que podem ser armazenadas em diferentes ambientes.

Dicas de como manter a integridade dos aparelhos

Principalmente no início do tratamento, esse cuidado pode parecer bastante complicado e intimidador, assim como desconfortável. 

Mas, com as dicas certas e a rotina, a melhor técnica de limpeza e os dispositivos especializados, a manutenção pode ser tranquila e sem surpresas.

Para isso, o paciente só precisará adaptar a rotina de escovação para que ela englobe:

  1. Higienização é fundamental

Uma boa escovação durante o tratamento pode impedir inflamações gengivais e manchas no esmalte dentário, que só poderão ser removidas posteriormente com o clareamento dental. Por isso, a atenção com a higienização dos dentes e do aparelho é primordial.

Essa limpeza pode ser um pouco mais complicada no caso do aparelho fixo, por isso é indicado o uso de escovas interdentais que alcançam os espaços entre os bráquetes e os fios de metal que os conectam.

O fio dental é fundamental, inclusive para pacientes com esse tipo de aparelho. Assim, é importante investir em um passador de fio dental – esse dispositivo funciona como uma agulha que facilita a passagem do fio.

Já os pacientes que utilizam alinhadores móveis, ou outros tipos de aparelhos removíveis, o processo de escovação é mais simples. Aqui, a pessoa retira o acessório e faz a higienização bucal e do aparelho separadamente.

É muito importante escovar toda a superfície do aparelho, bem como a caixinha que ele vem para ser guardado. Uma vez por semana, é necessário fazer uma limpeza mais aprofundada, mergulhando o aparelho em uma mistura de água e bicarbonato de sódio.

Nunca utilize produtos que contenham álcool durante a higienização dos acessórios ortodônticos para não prejudicar a estrutura.

  1. Atenção com a alimentação

Do mesmo modo como acontece com a lente de contato dental, a alimentação pode causar danos à estrutura do aparelho e algumas comidas exigem um pouco de atenção. 

Assim, os alimentos muito duros e pegajosos, como maçãs sem ser cortadas, as balas e os chicletes, devem ser evitados.

Esse tipo de guloseima gruda mais facilmente nas estruturas do aparelho e podem causar quebras, além de tornarem a escovação mais difícil. Isso faz com que as bactérias ajam mais livremente e aumenta as chances do aparecimento de cáries e gengivite.

Por isso, fuja de comidas como:

  • Pirulitos;
  • Torresmo;
  • Nozes;
  • Pipoca;
  • Pé de moleque.

As pessoas que usam o aparelho móvel devem lembrar de remover o dispositivo antes da ingestão de qualquer tipo de alimentação.

  1. Não guarde em qualquer lugar

O aparelho ortodôntico móvel é bastante delicado e precisa ser guardado apropriadamente. Geralmente ele vem com uma caixinha que deve ser levada para todos os lugares, para caso seja necessário realizar a alimentação ou remover a estrutura.

É fundamental utilizá-la ao invés de guardar o aparelho no bolso ou enrolado em um papel toalha. Isso aumenta as chances de infecção bacteriana, eleva o risco de quebra e ainda pode acabar fazendo com que o paciente jogue o acessório fora, por engano.

  1. Mantenha as consultas de manutenção em dia

É fundamental que a consulta de manutenção seja feita, ao menos, uma vez por mês. Principalmente para os pacientes que possuem o implante dentário e utilizam o aparelho ortodôntico.

Essas revisões são importantes para ajustar a força que está sendo aplicada para a movimentação dos dentes e avaliar se as estruturas se mantêm saudáveis.

Em alguns casos, deixar de realizar o ajuste pode fazer com que o progresso seja perdido e tenha que ser reiniciado. Além disso, essa visita é necessária para o concerto de quebras e imprevistos. 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Saiba Quais Alimentos São Prejudiciais Para Seus Dentes

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *